Grupo de Rotários Aviadores em Vila Real

O movimento rotário privilegia a amizade e o companheirismo entre os seus membros e respetivos familiares.  Foi por isso que apareceram os Grupos de Companheirismo em Rotary. Trata-se de rotários que têm interesses recreativos comuns. São uma excelente forma de formar amizades entre rotários de diferentes países, de promover contactos profissionais, de praticar as suas atividades de lazer preferidas, explorar novas oportunidades de servir, de promover a amizade e a compreensão mundial, etc.

Há vários grupos como o dos motociclistas, o dos músicos, dos colecionadores e dos aviadores. Foram estes últimos que nos deram a honra de visitar o nosso clube e a cidade de Vila Real. Em Portugal há vários rotários que pertencem a este grupo, sendo um deles do nosso clube, o companheiro José Carlos, que teve a seu cargo a organização deste encontro que contou com 54 participantes de 29 clubes e 12 países dos 5 continentes. Foi um tour pelo país que começou em Lisboa e passou por várias cidades e regiões de Portugal, com destaque para Viseu onde foi descerrada uma lápide alusiva à experiência que ali ocorreu a 20 de Junho de 1540, protagonizada por João Torto, enfermeiro no Hospital de Santo António em Viseu e também barbeiro com carta de sangrador, astrólogo e mestre de primeiras letras. Além destas características era um personagem tão fanfarrão como audacioso, que anunciou solenemente nesse dia: “Saibam todos os senhores habitantes desta cidade, que não terminará este dia sem se ver a maior das maravilhas, a qual vem a ser um homem desta cidade voar, com asas feitiças, da Torre da Sé ao Campo de São Mateus, pelo que responde por sua pessoa e bens, João de Almeida Torto”.

A maravilha foi, nem mais nem menos, que ele se lançou do alto da Sé de Viseu, para voar com duas asas que manufaturou. Acontece que o voo foi mal sucedido e ele morreu. Ainda hoje se diz quando algo corre mal “deu para o torto”.

No jantar em Vila Real, no hotel Miracorgo, estiveram presentes os Rotary Clubes de Felgueiras, Lamego e Mirandela.

Foi um momento de convívio que muito enriqueceu os rotários portugueses e os rotários estrangeiros, com vivência e culturas diferentes. Esta é uma das muitas virtudes que o movimento rotário permite.

Manuel Cordeiro

Secretário do RC de Vila Real

 

Partilhar

Por favor aguarde...
Total de Visitas da Página: 1
Total de Visitas do Website: 225109

sem comentários

Deixe um comentário