Rotary Club de Vila Real Homenageia a Santa Casa

 

 

(Texto publicado no Jornal "A Voz de Trás-os-Montes")

Todos os anos o Rotary Clube de Vila Real homenageia uma Instituição e/ou uma personalidade que se distingam na sua actividade na região de implantação do clube.

Este ano por proposta do Conselho Director foi homenageada a Santa Casa da Misericórdia, instituição com mais de quinhentos anos, pois a sua fundação remonta ao início do Século XVI. É, provavelmente, uma das mais antigas e importantes das existentes na região de Trás-os-Montes. Trata-se de uma instituição de cariz religioso que tem por objectivo praticar a solidariedade social, concretizada nas obras de misericórdia,e realizar actos de culto católico, de harmonia com o disposto no seu Compromisso.

Dispõe de várias valências com destaque para as de âmbito social, saúde, educação e cultura. Nos muitos anos de vida a Santa Casa tem recebido donativos, bens e legados que lhe têm permitido desenvolver todas as actividades que ainda hoje desenvolve e cujos resultados estão à vista de todos. O seu património inclui um Hospital que iniciou actividades nos finais de setecentos.

Muito haveria para dizer, dada a importância que a Misericórdia tem para a Cidade de Vila Real. A grandeza e a importância da sua obra, justifica plenamente esta homenagem que, embora simples, é para o Rotary Clube de Vila Real de grande significado.

Em simultâneo comemorou-se o 45º aniversário do clube tendo, a propósito, Manuel Cardona, membro fundador, feito uma resenha histórica sobre a vida do clube desde a sua fundação até hoje. Realçou o muito que o clube fez em prol dos mais necessitados de Vila Real.

Houve mais dois actos de muito significado para o clube que foram a homenagem aos melhores alunos das Escolas Secundárias de Vila Real, feita todos os anos e a admissão de um novo sócio, o Engº Domingos Madeira Pinto.

Em nome dos alunos falou o Nuno, da Escola Agostinho Roseta que referiu “é cada vez mais importante os jovens fazerem as escolhas profissionais certas pois só assim terão um futuro melhor”. O Engº Tomaz, Director desta Escola, congratulou-se com o interesse do Rotary Clube pelos mais jovens que “serão o futuro do País”.

O Engº Madeira Pinto referiu o orgulho em pertencer a um clube ao qual já o seu pai tinha pertencido. A sua vida como autarca muito ligado à área social vão permitir-lhe, mais facilmente, ser útil num movimento que tem no apoio social aos mais desfavorecidos, um dos seus objectivos.

Foi uma cerimónia de grande significado para o clube que quer, cada vez mais, dar cumprimento ao objectivo de Rotary de “Dar de si antes de pensar em si”.

Manuel Cordeiro

Partilhar

Por favor aguarde...
Total de Visitas da Página: 1
Total de Visitas do Website: 217117

sem comentários

Deixe um comentário