Dicas sobre Genealogia (2)

Dicas sobre Genealogia (2)

Os testamentos podem permitir aclarar alguns dados pois mencionam os herdeiros, identificando-os pelos nomes e indicando o grau de parentesco com o testamenteiro, embora, em alguns casos, são apenas um conjunto de vontades e encomenda de missas a vários santos ou santas com intenções variadas.

Por vezes o testamento aparece com o nome de Codicilo ou pequeno codex. Pode ver-se em enciclopédias que “é um documento que encerra certas disposições de última vontade, tais como estipulações sobre os funerais, esmolas de pouca monta, assim como destinação de móveis, roupas ou jóias, de pouco valor. Faz-se por meio de um documento informal, assim como uma simples carta, e por isso se diz que é um instrumento particular ológrafo, isto é, escrito, datado e assinado pelo próprio codicilante”.

De seguida apresento um extracto de um testamento feito em 1809, de um familiar meu, de Paradela, concelho de Mogadouro e um assento de nascimento e de óbito, acompanhado de um Codicilo, de outro familiar, este da Saldonha, concelho de Alfândega, datado de 1717.

O testamento diz: “Afonso Gonçalves Fernandes, de Paradela nomeia: seu tio Padre Afonso, Seu tio Padre Valério, sua filha Franscisca Ferreira, sua neta Sância, seu filho Padre João, sua filha Ana Maria e seu irmão Vigário de Vale da Madre, Padre José Fernandes”.

 

O Codicilo é feito nestes termos, escrito em português de 1746: “… disse que cria em todos os mistérios da fé como fiel cristam e emcomendava sua alma a Deos e tomava a Virgem Nossa Senhora e a todos os santos por seus advogados disse que seu corpo fosse sepultado dentro na igreja de Sam Martinho deste lugar onde mais vago se achar; disse lhe digam as missas das chagas e agonia e duas ao Anjo da goarda e duas a santa do seu nome e duas ao orago desta igreja e sinquo as sinquo chagas de Nosso Senhor Jesus Cristo e duas a Sam Pedro e duas ao Divino Espirito Santo e duas ao Santo Cristo deste lugar e duas a Sam Joam e duas a Santo Antonio e tres a Sam Bartholomeu e mais seis pelas faltas das tres comfrarias de que he irmam e tres pelas penitencias mal compridas e mais des pela ama de seu marido e seus filhos já falecidos e mais disse deixava outras des pelas almas de seus pais e hirmãos e sobrinho Joam […] e mais disse deixava duas missas pelas almas do purgatorio e por sua alma cem missas destas dira o Padre Antonio Camello de Sendim vinte e des o Padre Francisco Alves de Crasto Vicente e des o Padre Simam Luis e des o Padre Francisco Alves deste lugar e des o Padre Gaspar de Sa de Valpereiro e vinte o Padre Joam Luis de Gebelim e des o Padre Manoel Gonçalves de Peredo”.

Aceitem um abraço do,

Manuel Cordeiro

Partilhar

Por favor aguarde...
Total de Visitas da Página: 3
Total de Visitas do Website: 225107

sem comentários

Deixe um comentário