ManuelCordeiro.net

Switch to desktop Register Login

Helena Garrido

 "Na profundidade da mentira há sempre algo de preverso" 

Era filha de um pai espanhol e uma mãe mexicana. Nasceu no estado de Puebla em 11 de Dezembro de 1920, embora esta data não é confiável. Passou a sua infância na Cidade do México. Mais tarde a sua família mudou-se para Iguala no estado de Guerrero. Quando era jovem, viajou para a Cidade do México para estudar literatura, coreografia e teatro na Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM). Lá conheceu Octavio Paz, com quem se casou em 1937, o que a impediu de continuar os estudos. Foram para Espanha no mesmo ano, retornando ao México em 1938. Tiveram uma filha, Helena. Divorciaram-se em 1959.
Escritora, novelista e dramaturga publicou, entre outros,  "Un hogar sólido" (1958), "Los recuerdos del porvenir" (1963) e "La culpa es de los tlaxcaltecas".

A sua obra toca em questões como a marginalização das mulheres, a liberdade das mulheres e a liberdade política. A sua figura literária tornou-se um símbolo libertário

Em Cangas de Oniz, Astúrias, Espanha passou com o marido um inverno no chalet de D Diego ou Casa Riera, junto ao rio onde se inspirou para escrever “A Casa do Lago”.