ManuelCordeiro.net

Switch to desktop Register Login

Papa Bento XVI

"Priviligiai sempre a lógica do SER sobre a do TER: a primeira constrói, a segunda acaba por destruir"

Joseph Ratzinger nasceu no dia 16 de abril de 1927 em Marktl am Inn, uma pequena vila na Baviera, às margens do rio Inn, na Alemanha. Era filho de Joseph, um comissário de polícia do Reich, um oficial da polícia rural oriundo da Baixa Baviera e adepto de uma corrente bávaro-austríaca de orientação católica. Seu pai, era de religiosidade profunda e um decidido adversário do regime nacional-socialista, as suas ideias políticas firmes chegaram a trazer sérios perigos para a própria família. Em 1941, um dos primos de Ratzinger, um menino de catorze anos de idade com Síndrome de Down, foi morto pelo regime Nazi em sua campanha eugénica.

A sra. Ratzinger, Maria, falecida em 1963, era de procedência tiroleza, do sul da Alemanha, era tida por boa cozinheira e havia trabalhado em pequenos hotéis. O casamento ocorreu em 1920, os filhos Maria e Georg nasceram em 1921 e 1924, Joseph nascera num Sábado de aleluia e fora batizado no dia seguinte, domingo de Páscoa. A família não era pobre no sentido literal do termo, mas os pais tiveram de fazer muitos sacrifícios para que os filhos pudessem estudar. Em 1928 a família mudou-se para Tittmoning, na época um lugarejo de cinco mil habitantes, às margens do rio Salzach na fronteira austríaca. Em 1932 a família mudara-se novamente, agora para Aschau, de novo às margens do Inn, um povoado próspero já que em Tittmoning o pai Ratzinger havia se mostrado demasiado contrário aos nazistas.

Com o irmão, Georg Ratzinger, Joseph entrou num seminário católico. Em 29 de Junho de 1951, foram ambos ordenados sacerdotes pelo Arcebispo de Munique.

Recebeu o título de doutor honoris causa das seguintes instituições: College of St. Thomas em St. Paul (Minnesota, Estados Unidos), em 1984; Universidade Católica de Eichstätt, em 1987; Universidade Católica de Lima, em 1986; Universidade Católica de Lublin, em 1988; Universidade de Navarra(Pamplona, Espanha), em 1998; Livre Universidade Maria Santíssima Assunta (LUMSA, Roma), em 1999e da Faculdade de Teologia da Universidade de Wroclaw (Polônia) no ano 2000e era ainda Membro honorário da Pontifícia Academia das Ciências.

Aos 78 anos, o Cardeal Joseph Ratzinger foi eleito papa pelo colégio de cardeias. O conclave findo em 19 de Junho de 2005 foi um dos mais rápidos da história, tendo apenas quatro votações e duração de apenas 22 horas. No dia 24 de Abril do mesmo ano tomou posse em cerimônia na Basílica de são Pedro em Roma.

 

Fonte: Wikipedia

Atualizado em 04-06-2012

Visitas: 1300

Fernando Pessoa

"O valor das coisas não está no tempo em que elas duram, mas na intensidade com que acontecem.
Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis".

 

Extrato de um resumo autobiográfico feito por Fernando Pessoa em 1935

Fernando António Nogueira Pessoa, nasceu em Lisboa, freguesia dos Mártires, no prédio n.º 4 do Largo de S. Carlos (hoje do Directório) em 13 de Junho de 1888.

Filho legítimo de Joaquim de Seabra Pessoa e de D. Maria Madalena Pinheiro Nogueira. Neto paterno do general Joaquim António de Araújo Pessoa, combatente das campanhas liberais, e de D. Dionísia Seabra; neto materno do conselheiro Luís António Nogueira, jurisconsulto e Director-Geral do Ministério do Reino, e de D. Madalena Xavier Pinheiro. Ascendência geral: misto de fidalgos e judeus.

A obra que publicou está essencialmente dispersa, por enquanto, por várias revistas e publicações ocasionais. É o seguinte o que, de livros ou folhetos, considera como válido: "35 Sonnets" (em inglês), 1918; "English Poems I-II" e "English Poems III" (em inglês também), 1922; livro "Mensagem", 1934, premiado pelo "Secretariado de Propaganda Nacional" na categoria Poema". O folheto "O Interregno", publicado em 1928 e constituído por uma defesa da Ditadura Militar em Portugal, deve ser considerado como não existente. Há que rever tudo isso e talvez que repudiar muito.

Em virtude de, falecido seu pai em 1893, sua mãe ter casado, em 1895, em segundas núpcias, com o Comandante João Miguel Rosa, Cônsul de Portugal em Durban, Natal, foi ali educado. Ganhou o prémio Rainha Vitória de estilo inglês na Universidade do Cabo da Boa Esperança em 1903, no exame de admissão, aos 15 anos.

Era partidário de um nacionalismo místico, de onde seja abolida toda a infiltração católico-romana, criando-se, se possível for, um sebastianismo novo que a substitua espiritualmente, se é que no catolicismo português houve alguma vez espiritualidade. Nacionalista que se guia por este lema: "Tudo pela Humanidade; nada contra a Nação".

Lisboa, 30 de Março de 1935.

Fonte: Wikipedia

Atualizado em 16-05-2012

Visitas: 1219

Pablo Neruda

 

Morre lentamente quem não viaja; Quem não lê; Quem não ouve música, Quem destrói o seu amor-próprio, Quem não se deixa ajudar.

Pablo Neruda nasceu em Parral em 12 de julho de 1904. Era filho de José del Carmen Reyes Morales, um operário ferroviário e de Rosa Basoalto Opazo, professora primária, que morreu quando Neruda tinha um mês de vida. O nome porque ficou conhecido era um pseudónimo que ele adotou, ainda era adolescente.

Em 1906 seu pai transferiu-se para Temuco, onde se casou com Trinidad Candia Marverde, que o poeta menciona em diversos textos, como "Confesso que vivi" e "Memorial de Ilha Negra", como o nome de Mamadre. Estudou no Liceu masculino de Temuco e ali publicou os seus primeiros poemas no periódico regional A Manhã. Em 1919 obteve o terceiro lugar nos Jogos Florais de Maule com o poema Noturno Ideal.

Em 1921 radicou-se em Santiago e estudou pedagogia em francês na universidade do Chile, obtendo o primeiro prémio da festa da primavera com o poema "A Canção de Festa", publicado posteriormente na revista Juventude. Em 1923 publica Crespusculário.

Em 1927 começa a sua longa carreira diplomática quando é nomeado cônsul em Rangum, Birmânia. Em suas múltiplas viagens conhece em Buenos Aires Federico Garcia Lorca e, em Barcelona, Rafael Alberti.

Em 1936, eclode a Guerra Civil espanhola; Neruda é destituído do cargo consular e escreve Espanha no coração. Em 1945 é eleito senador.

Em 1950 publica Canto Geral, em que sua poesia adota intenção social, ética e política. Em 1952 publica Os Versos do Capitão e em 1954  As uvas e o vento e Odes Elementares.

Em 1953 constrói a sua casa em Santiago, apelidada de "La Chascona", para se encontrar clandestinamente com sua amante Matilde, a quem havia dedicado Os Versos do Capitão. Neste ano, recebeu o Prémio Lenin da Paz.

Em 1965 foi-lhe outorgado o título de Doutor Honoris Causa pela Universidade de Oxford. Em outubro de 1971 recebeu o Nobel da Literatura.

Morreu em Santiago em 23 de setembro de 1973.

Atualizado em 23-04-2012

Visitas: 1289

Luís Vicente Giay

 

"Uma empresa que assume a sua responsabilidade social está se comprometendo com um imperativo ético."

 

Luis Vicente Giay, nasceu em Arrecifes, Argentina, é contabilista público certificado, graduado pela Universidade de Buenos Aires.

O Governo da Argentina reconhecendo os seus trabalhos de representatividade internacional, destacou-o como Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário de seu país.

O Comité Internacional da Argentina e do Chile concedeu-lhe o “Prémio Condor dos Andes” atribuído anualmente às pessoas e às instituições que trabalharam na busca da paz entre as nações.

Os governos da Itália e da República Dominicana, assim como muitos outros governos concederam-lhe as mais elevadas honrarias.

É membro do Conselho Profissional de Ciências Económicas na capital federal de Buenos Aires e na província de Buenos Aires. É consultor da Câmara da Indústria e do Comércio de Arrecifes, sendo Presidente da filial de Arrecifes. Desenvolve inúmeros trabalhos comunitários em diversas organizações cívicas e de caridade.

Rotário desde 1961, tendo presidido o RC de Arrecifes. Serviu como Governador de Distrito, como Director de Rotary International (1987/89), como Director Tesoureiro (1988/89) como AID do Presidente de RI, Paulo Viriato Correia da Costa (1990/91) e Curador da Fundação Rotária (1990/93)

Presidente de Rotary International – Ano Rotário 1996/97, cujo lema, Construa o Futuro com Ação e Visão, recentemente ocupou o honroso cargo de Presidente dos Curadores da Fundação – Ano Rotário 2002/05.

Foi o representante do Presidente de Rotary International, John Kenny, à Conferência do Distrito rotário 1970, quando fui o Governador do Distrito. O título da conferência foi: Educação e Cooperação, o Futuro de Rotary. Teve lugar na Aula Magna da UTAD.

Atualizado em 05-05-2012

Visitas: 1316

Frederico II, o Grande, Rei da Prússia

“A trapaça, a má-fé e a duplicidade são, infelizmente, o carácter que domina a maioria dos homens que governam as Nações”

Frederico II nasceu em Berlim a 24 de Janeiro de 1712 e faleceu em Potsdam a 17 de Agosto de 1786. Foi Rei da Prússia, da dinastia Hohenzollern. Recebeu os cognomes de “O Grande” e “O Único”.

Era filho do rei Frederico Guilherme I. Hábil guerreiro e grande administrador, muito contribuiu para criar a grandeza da Prússia, sendo considerado um exemplo de déspota esclarecido.

Era conhecido como um amante da música, da arte e da literatura francesa. Infelizmente para Frederico, seu pai não compartilhava seu amor às artes. O rei tentou moldar Frederico como uma imagem de si mesmo, um grande militar. Quando Frederico se rebelou contra a educação que o pai lhe queria dar, foi declarado traidor, encarcerado, ameaçado de execução e obrigado a assistir à decapitação de seu amigo, Hans Hermann von Katte.

Casou-se com Isabel Cristina, filha do duque de Braunchweig Bervern e sobrinha do imperador Carlos VI..

Ao mesmo tempo em que se ocupava dos seus interesses na literatura e na arte da guerra, Frederico também foi capaz de transformar a Prússia numa potência económica. Foi por esse vasto leque de sucessos, dentro e fora dos campos de batalha, que foi apelidado de "o Grande".

Amigo das letras, culto, grande colecionador de arte francesa, escritor com prosápias de filósofo, atraiu à Prússia, em torno de sua residência de Sans-Souci, entre outros, Voltaire, com quem mantinha correspondência, e numerosos sábios franceses.

Fonte: Wikipedia

Atualizado em 12-04-2012

Visitas: 1333