Personalidades e Instituições

Depois de alguns tempos de reflexão resolvi, finalmente, dar a estas conversas o título de “Personalidades e Instituições”.
Falarei sobre algumas instituições que contribuíram para o desenvolvimento da região onde vivemos e/ou pessoas que se distinguiram, quer pela sua actividade profissional quer pela relevância social que tiveram durante a sua vida.
A UTAD, instituição à qual dediquei os últimos 25 anos da minha actividade profissional e que muito contribuiu para que os nossos jovens tenham acesso ao ensino superior, será uma das instituições de que falarei.

 

Os Seminários de Vinhais e Bragança onde muitos jovens de Trás-os-Montes aprenderam a ser homens; o Convento da Balsamão, cheio de história, muito ligado a frades polacos, destacando-se entre eles o Frei Casimiro; o Abade de Baçal que nos deixou um legado de escritos sobre arqueologia, fruto da sua investigação, que permitem conhecer muito do passado da nossa região; o Padre João Felgueiras, jesuíta, natural das Caldas das Taipas, que desenvolveu toda a sua actividade de sacerdote em Timor, onde chegou há cerca de 33 anos e cujos frutos estão à vista; o antigo Bispo do Funchal e mais tarde da Guarda, D. Manuel Martins Manso nascido em Bemposta, Mogadouro cuja acção aguerrida e persistente permitiu que a diocese da Guarda não fosse, ao tempo, extinta; o Dr. António Meneses Cordeiro, mais conhecido pela sua faceta de abastado agricultor, nascido em Saldonha, Alfândega, proeminente monárquico, fundador da Causa Monárquica, após a implantação da república; o Dr. Luciano Cordeiro, natural de Mirandela, que desenvolveu vários estudos sobre as colónias portuguesas, especialmente Angola e que foi Fundador da Sociedade Portuguesa de Geografia; o Papa João Paulo II grande impulsionador da transformação que os países de leste sofreram e um papa que abriu o Vaticano a todos os católicos do mundo; o Bispo D. Ximenes Belo, prémio Nobel da Paz e cuja acção de apoio às populações de Timor muito contribuiu para que a maioria dos timorenses fossem, hoje, adeptos e praticantes fervorosos da religião católica; os Padres Alberto Gonçalves e Francisco Afonso, naturais de Remondes, Mogadouro e que dedicaram toda a sua vida a Timor na tarefa de missionação; as Irmãs Eliene e Francisca, brasileiras de nascimento, pertencentes à Congregação das Irmãs Dominicanas de Nossa Senhora do Rosário de Monteils, que muito têm feito para que as mulheres e as crianças de Timor lutem pelos seus direitos numa sociedade onde eles são quase inexistentes; o Dr. Morais Machado que foi Presidente da Câmara de Mogadouro e nos deixou um vasto legado de estudos de etnografia, arqueologia, arte e história locais; o escritor Trindade Coelho nascido em Mogadouro e cuja obra reflecte a sua infância passada na sua terra natal; o Movimento Rotário mundial, ao qual tenho a honra de pertencer e que muito tem feito pelos mais necessitados nos 100 anos da sua existência; Paul Harris, o advogado fundador do movimento rotário; o Dr. Nicolau Vergueiro, natural de Vale da Porca, emigrante no Brasil onde se notabilizou pela sua actividade política.
Consequência da minha formação electrotécnica não podia deixar de falar em algumas personalidades desta área. Falarei sobre Thomas Edison, o inventor da lâmpada de incandescência, percursora das lâmpadas que hoje nos iluminam e Benjamin Franklin, inventor do pára-raios, elemento essencial na segurança das instalações eléctricas.
Conto convosco a partir de hoje.

Manuel Cordeiro
Professor da UTAD
Texto publicado no Notícias de Vila Real

Partilhar

Por favor aguarde...
Total de Visitas da Página: 3
Total de Visitas do Website: 221334

sem comentários

Deixe um comentário