Rui Barbosa

"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantar-se o poder nas mãos dos maus, o homem chega a rir-se da honra, desanimar-se da justiça, e de ter vergonha de ser honesto."

Ruy Barbosa de Oliveira nasceu em Salvador, no dia 5 de novembro de 1849 e faleceu em Petropolis a 1 de Março de 1923.

 

Foi jurista, político, diplomata, escritor, filólogo, tradutor e orador brasileiro. Foi um dos intelectuais mais brilhantes do seu tempo, foi um dos organizadores da República e coautor da constituição da primeira República juntamente com Prudente de Morais.

Ruy Barbosa atuou na defesa do federalismo, do abolivionismo e na promoção dos direitos e garantias individuais. Primeiro Ministro da Fazenda do novo regime, marcou a sua breve e discutida gestão pelas reformas modernizadoras da economia. Destacou-se, também, como jornalista e advogado.

Foi deputado, senador e ministro. Em duas ocasiões, foi candidato à Presidência da República. Empreendeu a campanha civilista contra o candidato militar Hermes da Fonseca. Notável orador e estudioso da língua portuguesa, foi membro fundador da Academis Brasileira de Letras, sendo presidente entre 1908 e 1919.

Como delegado do Brasil na II Conferência da Paz, em Haia em 1907, notabilizou-se pela defesa do princípio da igualdade dos Estados. A sua atuação nessa conferência lhe rendeu –lhe o apelido de "O Águia de Haia". Teve papel decisivo na entrada do Brasil na I Guerra mundial. Já no final de sua vida, foi indicado para ser juiz da Corte Internacional de Haia, um cargo de enorme prestígio, que recusou.

 

Fonte: Wikipedia

Partilhar

Por favor aguarde...
Total de Visitas da Página: 11
Total de Visitas do Website: 222360

sem comentários

Deixe um comentário